terça-feira, 18 de janeiro de 2011

"Você viu só que amor nunca vi coisa assim que passou nem parou mas olhou só pra mim"


Postado por: Juci Barros

Quando mais aprendo sobre o amor descubro que amo pouco, que mesmo amando o máximo que eu posso é menos do que eu deveria. Percebo que choro quando tenho mais motivos para rir ou então me distraio demais a ponto de estar rindo alheia a uma dor que deveria pesar. Parece-me que sempre estaremos 
na direção contrária ao amor, é quase que uma condição para que aconteça, pois se andássemos na mesma direção não nos encontraríamos. Conclusão: Cada um de nós só encontrará o amor se for de destino oposto ao dele. Só assim esbarramos 

nele, e com alguma sorte o seduziremos para que o momento se prolongue. 

Os grandes homens e mulheres da humanidade que nos fazem pensar em uma vida plena de amor são exatamente os que trilharam o mesmo destino dele, andavam na mesma direção que ele, lado a lado. Foram pessoas que amavam a todos, que se doavam, e, portanto, eram sós em suas missões. O amor se basta. 
Eu faço parte dos que precisam ficar atentos, esperando o encontro. Me melhorar, convencer, seduzir, saciar sem nunca matar a fome, revelar sem nunca esgotar o mistério... E agora, sou uma confortável sala de estar, desconfio que terei que preparar a cama e encher a geladeira. Estou quase acreditando que o amor não sabe mais viver sem mim.


32 comentários:

Livinha disse...

Parece que somos no constante contraditórios, queremos e não queremos, sorrimos quando deveriamos chorar ou chorar quando deveriamos sorrir. Sofremos por antecipação por não acreditar, quando tanto nos fazemos por duvidar.
Mutáveis somos, mas como nos demoramos por confiar...

Adorei o teu texto, forte e reflexivo!

Buenas noches!

Bjs

Livinha

Mila Lopes disse...

O amor é assim, bem simples, mas o tornamos complexo porq queremos mandar em um sentimento sublime...

Belo texto!

Bjs

Mila

Bé* disse...

As pessoas complicam as coisas simples da vida, simplesmente isso...

(Gosto da música de fundo!;))

Lah Azevedo disse...

Juci, muito obrigada pela visita lá no meu cantinho.
Gostei do seu blog!

Eduardo Medeiros disse...

nunca seremos plenos de amor; o amor nunca se esgota e quanto mais buscamos amar vemos que ainda não amamos como devíamos. o importante, creio, é a constante busca e a consciência dos percalços no caminho.

beijos

Renata Fagundes disse...

comigo, o amor se apresentou quando desisti dele...acho que ele não gosta de ser ignorado...rsrs

beeeeeeeijo Juci

Fátima disse...

Gostei de tudo mas principalmente da forma como finalizou o post. :D

Concordo com o que a comentadora Renata Fagundes disse:..."acho que ele não gosta de ser ignorado" o Amor é tão simples mas tão incompreensível!

Bjs

Déya disse...

É.. Vou no embalo da Rê, mas só agora estou começando a perceber e acreditar nisso, o amor quando deixado de lado, acorda e quer viver..

beijo querida..

Ariana disse...

Ao mesmo tempo que o amor é simples, nos o tornamos complicado!
Deveriamos aprender a não sofrer antes da hora!

Lindo texto!


Beijos

*Mi§§ §impatia* disse...

Ai ai o amor......nossa e o final tu fechou com chave de ouro heim?
Beijos.

Sandra Botelho disse...

bom isso neh?
O amor não sabe mais viver sem mim...Amei isso.
Bjos achocolatados

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

O amor é um livro
que aprendemos a
ler com o tempo,
e o mais fantástico
de tudo,
que este aprendizado
nos faz perceber,
que muitas de suas palavras
são escritas com a
nossos sentimentos
nas páginas infinitas
da vida.

Que sempre haja tempo para os sonhos
em tua vida.

'Lara Mello disse...

O amor é uma historia complicada.. FATO#

manuel marques disse...

"A prudência e o amor não se fizeram um para o outro; à medida que o amor aumenta, a prudência diminui."

Beijinho.

Priscilla Cavazzotto disse...

Adorei!
Muito profundo e bem escrito!
Beijos meus!

Juuh Nascimento disse...

Obrigada pela visita, tbm gostei muito do seu espaço.
Super feminino :)

Te seguindo aqui

Bjs, e seja bem vinda ao meu cantinho

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

que delícia, o amor não pode mais viver sem vc.....

Antônio Henrique disse...

Olá! gostei muito dos seus textos, encontrei seu blog
nua lista de um amigo, já sou seu seguidor. E adorei
o desgner do seu cantinho.
vou colocar em meu blog, um direcionamento do seu
link para que através de suas atualizações eu esteja te
acompanhado. bjos e abraços.

Lolis disse...

Gostei imenso do teu blog! Obrigada pela visita!
Adoro a música do tempo!
bjinhos

Denise Portes disse...

Ai, o amor, sempre a nos envolver.
Um beijo
Denise

Majoli disse...

Lindo demais querida.
Como é bom a gente poder aprender um pouquinho com o que lemos.
Te ler, agora pela manhã, nesse silêncio que está aqui em casa, me fez refletir bastante.

Ah, eu amei esse finalzinho:
"Estou quase acreditando que o amor não sabe mais viver sem mim."

Parabéns!
Beijos de um lindo dia.

Everson Russo disse...

O amor verdadeiro é muito mais imenso do que possamos imaginar,,,beijos de bom dia pra ti querida.

João disse...

Entro e comento no blog de todos que me visitam e o seu blog tem uma essencia tão boa, tanto quanto inimaginével. Otimo texto Juci.

Abrçs João;

Bárbara Silva disse...

- fiz ? ficou engraçado até (:

Alinoca disse...

Oi, lady!
Que bacana a mensagem...
Muitas vezes me sinto assim como você!
Parece que ando sempre em direção oposta!
Que passo buscando por algo, que provavelmente, esteja mais perto do que imagino.
Engraçado como realmente, as pessoas que se doam, que amam o próximo ficam, na maioria das vezes, sozinha em sua jornada.
Beijinhossss

Altamirando Macedo disse...

A gente também vê com o coração, porisso de quando em vêz venho te ver. Ah!..Se eu tivesse uma De Lorean...
Abraços.

Garota Veneno disse...

Que lindo esse texto! Amei!
Beijinhos,beijinhos!
A Garota Veneno!

Vitoria Portes disse...

Nossa to passando por uma fase não tão boa e esse blog foi um achado!!!
ameeei a musica.

Flor de Lótus disse...

O amor é a coisa mias simples e importante do universo, sem ele simplesmente não somos nada.Mas, com certeza como somos humanos temos o hábito de complicar mesmo as coisas mais simples.
Beijosss

Patrícia disse...

Tb sou assim... preciso estar atenta!
Parece tão natural e fácil para outros...
Adorei!

Papéis ONline disse...

se essa tua linda cornica poética tivese só a primeira linha já seria genila, mas toda ela é maravilhosa

grandes abraços do papéis

Marie disse...

nossa, adorei, mesmo!