sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Jóias


É mais um dia de postar sobre beleza, a que externamos e adornamos com alguma criatividade. Motivada pelo fato de procurar um presente para minha afilhada muito vaidosa é que hoje vou falar de acessórios; jóias, bijuterias, essas coisinhas que dificilmente uma mulher não usa mas que, contudo, não é só feminino.
Particularmente eu gosto muito desse "brilho", afinal são três pares de brincos, tornozeleira e o que mais o visual da vez permitir. Como já falei aqui sobre mãos, também gosto demais de anéis, o problema são meus dedos fininhos que dificultam encontrar algum que os sirvam.
Mas tem gente que exagera, que não sabe fazer a escolha certa para cada ocasião, são as "árvores de natal" rsrs. Existem peças que por essas e outras são indispensáveis, para quem não tem paciência para ficar trocando as peças de acordo com a roupa ou para quem não confia tanto no próprio gosto.

Brincos de pérola são um exemplo, são elegantes e discretos e combinam em todas as ocasiões, assim como pingente de pérola, é um mimo lindo e não exige tantas outras combinações.
Aproveito o post para anunciar uma nova parceria para este segmento do blog; é a loja virtual Pedra do Sol Bijox que tem peças lindas, e vale apena visitar. O banner da loja está linkado aqui na nossa vitrine, é só clicar e fazer uma visita.

Espero sugestões de vocês para cada vez mais melhorar os temas dos próximos posts.

O homem sempre gostou de ser decorado com jóias. Isto contribuiu para o desenvolvimento da jóia como uma indústria. A jóia é um ornamento, para a o uso pessoal. A palavra jóia é um formulário anglicizado da palavra latina jocale que significa que a história do plaything diz que cerca de 40.000 anos atrás, a primeira jóia foi usada pelos Cro-Magnons, ancestrais do Homo sapiens. Seus colares e braceletes incluíam jóias feitas de osso, de dentes e de pedra. Foram escavados recentemente grânulos de 100.000 anos de idade feitos da casca de Nassarius que são considerados serem as jóias mais antigas conhecidas.

A jóia, em tempos passados foi feita para usos práticos como a confecção da roupa. Hoje em dia ela é usada não somente para decoração, mas o seu uso é também considerado um símbolo de status. Há diferentes tipos de jóias feitas hoje. As variações novas como as jóias da arte são conhecidas pela sua capacidade artística. A arte aqui é mais avaliada do que o material. A jóia de aparência barata, feitas de materiais inferiores e a escultura do fio, feita do fio de metal e pedras ou metais preciosos e gemas, são outras jóias contemporâneas das épocas atuais.

Muitas partes da jóia, tais como broches foram feitos originalmente com finalidades funcionais, a jóia é igualmente simbólica. A cruz cristã ou a estrela judaica são indícios da fé religiosa que a pessoa segue. Os casais usam anéis de casamento.

No Egito antigo a jóia foi feita inicialmente ao redor de 3.000 a 5.000 anos atrás. Os Egípcios adoravam o brilho, a raridade e a durabilidade do ouro. Os Egípcios acumularam uma quantidade abundante de ouro dos desertos da África e mais tarde adquiriram ainda mais ouro como tributos dos reinos capturados. No Egito, a jóia logo simbolizou o poder. A classe afluente a usava não somente durante sua vida, mas também após a morte, suas jóias eram enterradas junto com elas.

Na Mesopotâmia a jóia era manufaturada de metais com pedras brilhantes e coloridas como o ágate, lápis, carnelian e jasper. Suas formas favoritas eram folhas, espirais, cones e grupos de uvas. A jóia foi criada para adornar seres humanos e estátuas.

Na Grécia as jóias eram feitas de ouro, prata, marfim, gemas, bronze e de argila. Mais tarde adotaram projetos asiáticos depois das conquistas de Alexandre. Inicialmente influenciado por projetos europeus, o advento do reinado Romano na Grécia em 27 BC, trouxe mudanças significativas.

Embora influenciados pela cultura Romana, os projetos indígenas sobreviveram. O ornamento mais comum de Roma antiga era o broche usado para fixar a roupa. Usaram o ouro, o bronze, o osso, os grânulos de vidro e a pérola. Aproximadamente 2.000 anos atrás, importaram safiras do Sri Lanka e diamantes da Índia. As esmeraldas e o âmbar foram usados também.

Logo cedo os Italianos criaram fechos, colares, brincos e braceletes do ouro cru. Até os grandes pendentes para armazenar o perfume foram feitos. Conhecido como o sucessor oriental dos Romanos. O império bizantino continuou a tradição Romana embora os símbolos religiosos fossem predominantes. Os povos Bizantinos preferiam o ouro ricamente ornamentado com gemas. A jóia era usada principalmente por mulheres ricas enquanto que os homens se restringiam a usarem um anel.

A jóia serviu para várias funções. Sua finalidade principal, em épocas antigas, era para defender as pessoas do mal. As pessoas pagavam dotes com jóias. Foi criada também para ser usada como moeda para bens de troca, evidenciando o uso de grânulos escravos. A jóia também era uma marca de distinção entre os governantes e os governados. O seu valor ainda é considerado nos dias de hoje.




10 comentários:

Cigana do Oriente disse...

Oi Juci, muito legal saber mais sobre a história das jóias.
Eu adoro usar, mas como jóias são caras uso muito cristais, que além de bonitos servem pra limpeza energética.
Tenho várias pulseiras de cristal, anéis e pingentes.
Acho que me ligo mais no brilho e na aparência do que propriamente no valor delas, então sendo bonita pouco importa se são verdadeiras ou não.
Beijos em seu coração!
Ahh, não esquece de ver o selinho da campanha na lateral do meu blog, ando sem tempo e onde tem verificação de palavras complica pra mim

Ana Paula disse...

Owww! Que legal... Posso repetir tudo o que a "Cigana do Oriente" disse! xD

Adoro jóias e adorei o post! ;*

Vanessa Souza Moraes disse...

Senti-me numa aula de moda.

Tatiane Lemos disse...

coisas lindas por aqui tmb moça, segue?

Bj

Úrsula Avner disse...

Olá Juci,

jóias são o ponto fraco de muitas mulheres... Amo pérolas, são singelas e raras... Bj e grata pela atenção e carinho de sempre

Eduardo Medeiros disse...

Mas você fez uma ótima pesquisa sobre a história das jóias, hein? Parabéns!

Abraços

Denise Portes disse...

Juci,
Saio daqui sabendo mais sobre esse assunto, muito legal.
Beijo
Denise

Lucas disse...

Adorei seu ultimo comentário...

quanto a joias concordo que além de ajudar na beleza ela nos dá alguns status, adoro anéis, tenho 2 rs mas, esqueço de usar, tenho 1 corrente e 1 pulseria... já nao me vejo sem eles rsrs

VEREDAS, por Marluce disse...

Adoro um acessório e gosto daquele que diz algo de mim, pouco importa quem saiba lê-lo! Gosto de coisas delicadas! rsrs

Um brinco diz muito de uma pessoa; quando conheço uma pessoa observo os acessórios, eles pouco enganam...

Um belo post pela orientação sobre jóias.


Que tal um post sobre esses acessórios (de bom gosto), artesanato com biju, etc!


Um abraço!

Flor disse...

nossa, que blog lindo
seguindo
mta coisa pra ver por aqui
lindaaaaaaaaaaa