domingo, 31 de outubro de 2010

Servidos e Insatisfeitos

O problema dele é se economizar quando acredita ser o suficiente.
O meu é pensar que em matéria de amor nunca se é o bastante.
Meu problema é não saber pedir, ou mesmo mandar o que ou como deve ser.
O dele é não usar o espaço e o tempo sem esperar sugestões minhas ou se preocupar com opiniões de outros.


O problema dele é oferecer ajuda quando não preciso e não me esconder em um abraço quando me encolho.
O meu é ser grata a ele por ouvi-lo dizer que está por perto e não reclamar o abraço.
O meu problema é gostar de sentí-lo quando ele é o que quero, mas ignorá-lo quando ele não age como o homem que admiro.
O dele é me admirar muito sem fazer da admiração estímulo para ser o melhor ao meu lado, e ocupar o estar ao meu lado sempre; em qualquer hora e lugar e absoluto em meu coração.
O problema dele é não fazer beijo todas as vontades de beijar, ainda que sejam muitas, ainda que sejam demais.
O meu é achar tão demais beijar que sou toda vontade seja hora boa ou ruim. Se não beijo é porque estou péssima, ou fico assim se não beijo.
O meu problema é resistir depois do toque, depois de dizer gritar sim com os olhos, e com as mãos segurar as dele pouco depois de o puxar para mim.
O dele é não me puxar para um outro lugar, é não vazar pelos meus olhos me despindo com toques insistentes e me invadindo com uma vontade tão grande que se faça minha também.
O problema dele é me contar tudo que quer dizer me negando o que quero ouvir.
O meu é ouvir o que ele pensa ainda que não me conte.
O nosso problema é estarmos juntos e não vivermos tudo, é deixar resquícios de nada um no outro enquanto temos uma imensa vontade de ocupar espaços no outro com coisas nossas que não nos cabem mas que cairiam divinamente no outro. O nosso problema é fazer pouco da solução que somos e teimamos insolúveis. Somos a cena de xícara limpa posta na mesa ao lado de água quente e capuccino. Sabemos o que fazer e até capazes de saber o gosto, imaginar a textura e o cheiro. Temos até a certeza de que repetiremos várias vezes. Nosso problema é que juntos somos melhores, só que ainda não estamos misturados... Hora um é assim como água transparente e quente e o outro perfeita concentração.

31 comentários:

Mila disse...

"O problema dele é me contar tudo que quer dizer me negando o que quero ouvir"
Defeito de qse todo homem, rs
Bjs e pela postagem
Mila

Livinha disse...

O problema dele é ser um egoista e o teu é levar o exemplo de se dar ao dividir o que gostarias de receber.
Moral da história. Você cresce e ganha, ele perde e fica.

Lindo texto.
Adorei!

Bjs

Livinha

Sr. Reticente disse...

Eis o que mais me instiga nos relacionamentos que me permito viver: os caminhos que ajudem a resolver os problemas que se revelam no dia-a-dia. Aceitar o "problema" da outra pessoa como meu; me colocar no lugar do outro para entendê-lo... É um exercício difícil, mas é o que alimenta e fortalece a relação!

Beijos e ótimo domingo de eleição!

JB disse...

Fiquei bastante satisfeita com o seu texto! :)
Servi-me das palavras e alimentei-me nesse aroma de café...

Beijinho

Rosane Marega disse...

Oieeee Juci, adoro passear aqui no teu cantinho, muito bom mesmo!
Beijos e um lindo domingo!

manuel marques disse...

Se os homens estivessem satisfeitos consigo mesmos, estariam menos insatisfeitos com as suas mulheres ...

Abraço.

Carlos de Thalisson T. Vasconcelos disse...

[Se for um caso real]

Ah, talvez vocês estejam mais misturados do que você pensa. Porque, apesar das diferenças, dá pra notar em suas palavras o quanto um é importante para o outro.
Moça, as divergências podem somar ao invés de subtrair. Dane-se a matemática, né? =]

[Se não for]
O.o - Parabéns,
materializou bem
e me enganou.

rs.

Multiolhares disse...

as pessoas são diferentes ,as quando há amor tem de haver partilha e cedências
beijinhos

Palavrácido disse...

Fiquei admirado com seu texto!
meu Deus quanta inspiração
de onde vem tanta filsofia ein nobilissima amiga?
quantas princesas você deixou para trás ao escrever esse post? ^^
fiquei extremamente admirado com a conclusão que chegaste e ainda tive a oportunidade de ler a mensagem "o essencial é invisivel aos olhos" logo ao lado. Seu blog é realmente, fascinante.

Atenciosamente seu,

Dan M.

Jeanne disse...

Passei rapidinho só para avisar que a festa começou!
Estamos te esperando lá no: http://acasadasvirtudes.blogspot.com/
Beijos

Nossa! que texto! realmente saber o que o outro pensa mesmo que não fale é complicado...
Beijos

Isabelle. disse...

Um dos textos mais lindos que eu já li!
E um dos mais verdadeiros, também...

Flor ♥ disse...

Lindo... lindo!

Deixo o meu carinho!

meus instantes e momentos disse...

...parabens pelo texto,
que bom esse teu jeito bonito de mostrar momentos.
de mostar teu modo. Dá vontade de querer ser solução.
bjs pra vc.
parabens pelo texto e pelo blog.
Maurizio

Vitor disse...

Disseste,está dito,e bem dito...acho!...de uma certeza tenho:O texto está a preceito,para quem o quiser entender,ou se está!!!

Bj*

Valéria Sorohan disse...

Essa é a essência - nunca serem iguais.

BeijooO*

Everson Russo disse...

Uma belissima quarta feira pra ti amiga,,,beijos de paz e carinho.

Vanessa Souza Moraes disse...

Essa falta de sincronia.

Flor disse...

Adorei!

O problema dele é ser tão fechado, tão distante! rs

Beijoo :*

*lua* disse...

O problema dele, é ser seu professor, a ensiná-la coisas necessárias e desnecessárias, cabe você perguntar a tua alma, se há mais coisas necessárias do que desnecessárias. Havendo mais o necessário, todo esforço e compreensão sempre serão alimento desse amor que estará em expansão!

Desejo muita paz e amor aos dois que insistem em não misturar-se. Beijo Jú.

*Mi§§ §impatia* disse...

Oi , tudo bem? Vim agradecer sua visita no blog Templo da Sintonia, adoramos viu? Lá escrevo junto com a minha amiga Neguinha.
Gostaria de aproveitar e te convidar a visitar meus dois blogs pessoais e me seguir caso queira ta?
Adorei seu cantinho e ja estou lhe seguindo para vir sempre aqui.
beijos.

http://deliriosdamiss.blogspot.com/

http://cantinhodamissrj.blogspot.com/

'Lara Mello disse...

Jucy..Tem selo para vc no meu blog..Bju!

Everson Russo disse...

Um beijo carinhoso de bom dia pra ti querida.

✿Lady✿ disse...

Os relacionamentso são baseados na cumplicidade, respeito e diálogo.
Adorei a postagem!
Obrigada pelo carinho.
Beijos da Lady

Úrsula Avner disse...

Olá minha querida,

não raramente vivo aqui momentos de reflexão através do que vc escreve... Muito bom contatá-la. Grata pela amável visita. Bj.

kah flor disse...

passando pra deixa um beijo e flores

Sandra Botelho disse...

O problema dele é achar que tem que se aproximar de mim, só quando sente desejo.
O problema meu é desejar afeto, carinho, cafuné.
Bjos achocolatados

Vi e Ouvi Por Ai disse...

Bela postagem!!!... o que se concluí é que homem é tudo igual rs...

Beijoss e ótimo fds!

Vivian

Marcos Almeida disse...

O problema dela é me deixar sem saber a hora certa de forma que eu nunca sei como ou quando está acontecendo...

Lindo post

Abraços do amigo em fragmentos.

Bé* disse...

"O meu problema é gostar de sentí-lo quando ele é o que quero, mas ignorá-lo quando ele não age como o homem que admiro."

Adoro*

Renato Hemesath disse...

A metáfora da xícara define muito bem. Trás bem a sensação de que apenas aquilo que é imaginário já é suficiente por si só. :/

Um abraço!

Ana Paula disse...

Satisfação... Tá aí um tema bem abrangente que da o que falar /e refletir. Escreveu muito bem, adorei a metáfora... Amo ficar tirando as "morais" do seus textos. Seu blog me inspira. ^^'

http://caixinha-de-tudo.blogspot.com/

x.o.x.o.