sábado, 3 de abril de 2010

Come Away With Me

        E chove em Aju. Sabe esses dias em que você ouve a chuva cair no telhado e fica tudo escurinho, aconchegante, nem frio nem calor. O que fazer? Tenho algumas idéias, se não melhor dizer; desejos: Ler um livro inteirinho, ou assistir um filminho tomando chocolate, ou quem sabe colocar um bom jazz e ouvir deitada até o sono invadir(já perceberam como gosto da idéia de invasão?), ou ainda sair com alguém que te proteja da chuva ou tome um banho de chuva com você... isso, namorar mesmo! Mas o que eu escolhi vocês bem sabem né, estou aqui escrevendo pelo menos por enquanto.
        Ao som de Norah Jones até os dias chuvosos são radiantes, só ela poderia cantar assim os dias de chuva. Coloquei esse mimo para vocês ao lado: Come Away With Me. Sinto o jazz muito sensual, aconchegante, eu adoro pensar mas se fosse necessário me classificaria como alguém mais voltada para sensações. Na verdade acho que só penso no intuito de intensificar as sensações. Talvez eu precise de um motivo pra justificar meu jeito sensual de ser, hoje tenho a chuva. Mas não confundam, sensualidade é independente, não depende nem mesmo de companhia. Ao som da canção estou completamente liberta em meio um clima tenso delicioso. É como se você tivesse muitas razões para se comportar de uma maneira mas insistisse na busca por um motivo para um outro comportamento, e a própria busca justifica a diferença.

        Come Away Whit Me...Come Away Whit Me...Come Away Whit Me... Come Away Whit Me... Come Away Whit Me. Agora bem baixinho, como voz no ouvido o convite é quase uma ordem, e é assim que me comporto e o mundo se não me obedece me cede algumas horas de sua atenção. Os dias de chuva são da temperatura que você quiser. Dance mesmo sem companhia, o que importa? Você tem a canção. Tenho a ousadia de te ensinar a delirar e sei que se você não entende, gosta. Come Away Whit Me.
                                                                                                                                                            Juci Barros

Come away with me in the night                                                                 
Come away with me
And I will write you a song

Come away with me on a bus
Come away where they can't tempt us
With their lies                                                           

I want to walk with you
On a cloudy day
In fields where the yellow grass grows
knee high
So won't you try to come

Come away with me and we'll kiss
On a mountain top
Come away with me
And I'll never stop loving you

And I want to wake up with the rain
Falling on a tin roof
While I'm safe there in your arms
So all I ask is for you
To come away with me in the night
Come away with me

Compositora: Norah Jonhes


       

6 comentários:

TEOLOGANDO disse...

Ola Juci

Obrigado pela visita, e por fazer a util referência às manifestações fisiológica que compromete a homeostasia, dando alterações hormonais e afetando o estado de humor, gerando assim um desgaste e culminando em uma depressão com etiologia em eventos bioquimicos.

Gostei do seu Blog

Fernando Giatti

Olga Durães disse...

Ju,

amo a voz rouquinha da Norah Jones... combina com o tempo chuvoso, combina com a sensação aconchegante.
Vou colocá-la pra tocar na minha lista de músicas.

bjo

EDUARDO POISL disse...

O que posso desejar para você?

Que as verdadeiras amizades continuem eternas
e tenham sempre um lugar especial em nossos corações.
Que as lágrimas sejam poucas, e logo superadas.
Que as alegrias estejam sempre presentes
e sejam festejadas por todos.
Que o carinho esteja presente em um simples olá,
ou em qualquer outra frase, ou digitada rapidamente.
Que os corações estejam sempre abertos para novas amizades,
novos amores, novas conquistas.
Que Deus, esteja sempre com sua mão estendida,
apontando o caminho correto.
Que as coisas pequenas como a inveja ou o desamor,
sejam retiradas de nossa vida.
Que aquele que necessite ajuda encontre
sempre em nós uma animadora palavra amiga.
Que a verdade sempre esteja acima de tudo.
Que o perdão e a compreensão superem as amarguras e as desavenças.
Que este nosso pequeno mundo virtual seja cada vez mais humano.
Que tudo o que sonhamos se transforme em realidade.
Que o Amor pelo próximo seja nossa meta absoluta.
Que nossa jornada de hoje esteja repleta de flores.

Feliz Páscoa

Um abraço do amigo Eduardo Poisl

MARIA L. BÓZOLI disse...

A vida requer cuidado.
Os amores tambem.
Flores e espinhos são belezas
que se dão juntas.
Não queira uma só, elas não
sabem viver sozinhas...
Quem quizer levar a rosa para sua vida,
terá de saber que com elas
vão inumeros espinhos.
Não se preocupe,... a beleza da
rosa vale o incômodo dos espinhos...


__Pdr: Fábio de Mello__


Feliz Páscoa e beijos meus!!

Bé* disse...

Mais do que alguém sussurrando ao nosso ouvido coisas maravilhosas, sentir o respirar, é das melhores coisas que na minha opinião existem.

Fico contente por ter considerado interessante o que escrevo ou como escrevo.

Obrigada por estar a seguir, farei o mesmo.

=)

almighty yellowphant disse...

como eu adoro essa música :D