segunda-feira, 5 de abril de 2010

Recortes de paisagens e canções são a obra inteira de uma vida

        É... ontem foi outro dia. Mas e hoje? Hoje só pode ser hoje, as únicas possibilidades de hoje ser outro dia foi ontem ou os dias que seguirem a partir de amanhã. Minha relação com o tempo sempre esteve em pauta nas reuniões comigo mesma, rsrs. Um dia eu quero viver tudo de uma vez, no outro até a palavra viver me incomoda, outros ainda eu gosto muito mesmo de viver, só que dormindo, o que cá pra nós é uma atividade maravilhosa! Não, não é preguiça, é sinceridade. Mas hoje eu acordei cheia de disposição e resolvi ir à praia, afinal: "moro num país tropical abençoado por Deus e bonito por natureza; mas que beleza!" Pra completar moro em uma "cidadezinha" linda com o mar a menos de 1 hora da minha casa  e das da maioria doa habitantes também rs. O cenário está completo, plena segunda-feira praia calminha, céu e mar azuis, Juci (sem enxaqueca) e uma câmera na mão.
        Por uma questão de justiça esse é um texto pós overdose, ou seja; uma injeção de ânimo. Comigo é assim, vivo tentando me equilibrar em meio aos extremos e foi por tal motivo que me comprometi com o acaso, e que ele me proteja quando eu andar distraída, e quando não estiver por favor, me distraia! Ah, hoje o sol está radiante, e apesar de não se tratar do Rio temos por volta de 40º graus em uma cidade maravilha. Ao contrário de quem não quer nem luxo nem lixo estou transitando aí pelo meio, no último post tava meio lixo, hoje só luxo a ponto de decidir ficar dourada na Praia de Atalaia mirando as ondas do mar...

                                                                                  (Por Juci Barros)
        Insisto em reafirmar aos leitores que o  nosso espaço não é meu diário, muito menos válvula de escape. Pelo contrário, as palavras possuem o poder de libertar o que sentimos ao mesmo tempo em que apreendem o que somos. Mas partindo do princípio da utilidade incluo nas dicas de bem viver assim como nas artes a conjugação do verbo (VIVER) em toda sua complexidade. É legal trocarmos informações profissionais, dicas disso e daquilo, mas o que temos de comum e de incomum no que há dentro em nós é mais, é fascinante. Dentro de um mesmo texto os convido a sair de uma loucura proposta e proposital e relaxar, faço um breve cartão postal da minha cidade, canto mentalmente e as músicas entram no meu rabisco, e nem sei se sou harmonia ou confusão. Eu preciso fazer alguma coisa com as palavras que estão, sempre estão mesmo quando as silencio apreciando a paisagem dinâmica do mar, dinâmica não só pelas ondas mas pelo vendedor de coco que passa, o casal fazendo sua caminhada matinal até que vem o surfita que torna a paisagem além de dinâmica interativa quando se dirige a mim para pedir que guarde seus objetos pessoais enquanto ele mergulha. Já pararam para pensar como os desconhecidos também participam das nossas lembranças? É por indagações assim que não consigo acreditar no acaso por acaso...
        Escrever é divino porque você empresta a quem lê seus sentido e suas sensações, como as minhas não me bastam ou não me explicam preciso das dos outros para ao menos me aceitar. Acho que sou uma vivente compulsiva, viver não basta... é preciso ler sobre a vida e escrever sobre ela também. Acho que estou aprendendo a jucimarear o que há de bom .

15 comentários:

A. Reiffer disse...

Oi, apreciei bastante o teu blog,escreves muito bem, vou acompanhar. Abraços!

Filipe Costa disse...

Gostei de que você escreveu...
Concordo que devemos ler e escrever sobre a vida.
Muito bom...
Abraço!

Cáh disse...

Oláa...
importante é aproveitar todos os momentos e sentimentos mesmo e escrever!!


Um Beijo

Ana Agarriberri disse...

Retribuindo a visita lá no Molhe-se. Parabéns pelo blog. Beeejo.

Paulo Tamburro disse...

JUCI,

seu blog é espetacular.

Cuidadosamente, paginado, excelentes textos e muito gostoso de se ler.

Parabéns JUCI.

Um dia, eu ainda vou fazer o meu ficar assim, tão bonito, quanto o seu!

Um abração carioca e fique com DEUS!

Sil.. disse...

Juci, realmente a gente deve escrever sobre a vida. Sou tão assim tbm, se eu não colocar as vezes pra fora, eu sufocooooo rs.
É lindo seu blog, e eu estou feliz em estar aqui, e ter voce comigo.
Bem vinda, e um abraço gigante!

Bruno Carlos disse...

To retribuido a visita... e me amarei... gostei pra caramba do seu blog... o link vai pra lista dos blog's que visito...

Odin Orwell disse...

Como gostei de sua escrita... como as palavras fluem. Sem contar o uso da metalinguagem. De qualquer forma, o que importa mesmo é o quanto me indentifiquei com suas ideias. Grande abraço!

kaah disse...

amei o seu blog*-*
seguindoo*-*

Valéria disse...

Os segundos se vão, mas colhidos com palavras: uns com dor, outros com prazer. O desafio é o equilíbrio e saber descreve-lo.

BeijooO'

Jorge Jacinto da Silva Junior disse...

Legal seu blog! Gostei bastante! Abraços Jorge. Curitiba/PR

Frases e Imagens disse...

OLá!
Adorei seu Blog!
Vou te seguir..Obrigado pela visita!
Bjs
Mila

Caipirinha da Silva disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Caipirinha da Silva disse...

que espaço delicioso...

a-m-e-i!


vou seguir!

Rene Santos disse...

Juci

Muito bom , adorei o que li, adorei o seu jeito e mais do que nunca porque gostas do mar, da praia que são as minhas raízes.

Como é bom escrever e colocar no papel o que estamos sentindo... é reviver a cada palavra.

Obrigado pela visita.

Beijos