sábado, 1 de maio de 2010

Quando um amigo te machuca.


Quando um amigo te machuca tudo ganha uma dimensão maior, você sente-se longe tudo.
Seu olhar fica distante, a voz tão baixa que até quem está ao seu lado precisa esforçar-se para te ouvir, você quase não enxerga as pessoas.É como se estivesse no alto de uma roda gigante vendo pessoinhas no chão.
Quando um amigo te machuca você entende que nó na garganta não é uma expressão; é um fato.Você não estava esperando o golpe e não criou defesas, as palavras não chegam à boca a tempo e ficam todas lá.
Quando um amigo te machuca você sente a dor da solidão mesmo sem tempo e distância que os separem. A solidão é tão doída que você por estar só; quer ficar só...
Quando um amigo te machuca você desliga o telefone porque não quer falar com ninguém, mas muda de idéia porque ainda que não vá atender, fica esperando a ligação de uma pessoa: um amigo que se retrate.
Quando um amigo te machuca não há lugar nenhum para o qual você possa ir sozinho. Você o leva para todo lugar e ele fica entre você e todos os seus outros amigos, que se esforçam para chegar até você.
Quando um amigo te machuca você até tenta esquecê-lo. Não ninguém mais vivo na lembrança que ele, mas se por um segundo você o esquece corre a lembrá-lo. O enterro assusta mais que o velório.
Quando um amigo te machuca. Música nem anima, nem acalenta; nem consola. Ou é barulho que nada diz, ou só falam de vocês.
Quando um amigo te machuca você percebe a diferença entre indiferença e ódio e a semelhança entre ódio e amor.
Quando um amigo te machuca você talvez até descubra que ele não era seu amigo. É horrível, porque não muda, na verdade até evidencia o fato de que você é amigo dele sim, independente da sua vontade.
Quando um amigo te machuca você até sente vontade de pedi-lo desculpas na tentativa de que ele aprenda e começe a praticar imediatamente.
Quando um amigo te machuca você precisa continuar fazendo tudo que faz ainda que sinta muita dor, ainda que a fratura esteja muito exposta.
Quando um amigo te machuca você escreve no blogue.
Quando um amigo te machuca...
Você espera...
Assim quem sabe, amanhã ou depois eu escreva algo como: Quando um amigo te abraça...

9 comentários:

A. Reiffer disse...

Oi, agradeço de coração o oferecimento do selo.
beijos.

Helga disse...

Espero ler esse abraço em breve, pois só nos magoa quem realmente amamos.

Um beijinho :)

Marischettini disse...

E quando seu único amigo te machuca, você não sabe o que fazer. Só sente a solidão ao lado, nada mais.. Não quer sentir nada no lugar além de você.
-
Eu não sou difícil de chorar, porém você acabou de postar algo que me amoleceu por estar enfrentando essa crise descrita. Obrigada por me fazer refletir um pouco sobre o assunto. Talvez o abraço nunca chegue, mas em nossa memória ele sempre esteve lá.
Beijos!

**Kátia MaYa** disse...

Foi um grande achado sim!
Apaixonei-me por aquelas sapatilhas! :D

rayanne poletti disse...

Nossa,encantou-me com o seu texto,passei algo parecido a algum tempo,mas o abraço veio! Hahaha Obrigada pelo comentário ! Beijao

meus instantes e momentos disse...

e que venham os abraços...
tenha um ótimo final de semana.
Maurizio

Doce Nostalgia disse...

Belo texto!
Como sempre! *-*

O bom e que dá pra se refletir encima disso! rs

Beijão linda!

Amélie™ disse...

Costumo dizer que só brigamos com quem amamos. Quem pouco nos importa, simplesmente ignoramos.

** Obrigada pela visita no meu blog. Amei o recadinho!

Bjs

;)

Marcos disse...

Eu escutei uma pequena frase de um amigo, bom de um grande amigo, e que me deixou muito magoado ate hoje tenho receios do que ele falou nossa amizade não é como era mais eu mesmo ferido com o que ele falou procuro me aproximar mais dele mais ele esta se distanciando não sei o que fazer adoro a companhia dele, pois eramos como irmão, já cheguei na conclusão que ele se distanciou por outro motivo (que prefiro não divulgar). Você é uma garota muito especial, não te conheço, mais eu sinto isso! Beijos fique com DEUS. Fofa!!!!